Quem é o Professor Révisson

Por Susiane Scharlau


Saudações pessoal!

Será que todo desenhista seria um bom professor de desenho? Será que todo jogador de futebol seria um bom técnico? Será que todo skatista seria um bom professor de skate? Todos nós temos uma ou várias habilidades que dominamos mas para ensinar algo, além do conhecimento, é preciso didática, metodologia, dedicação e amor.

O vídeo de hoje traz um pouco da história do professor Révisson, e sobre como ele começou a dar aulas de skate e porquê ele desenvolveu um método de ensino 100% focado em segurança.

Assim que se formou em Educação Física, pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos), Révisson tinha o grande sonho de dar aulas de skate. E foi através do projeto de atividade extra classe chamado Vida Skate, que ele introduziu o ensino do skate nas escolas particulares da região metropolitana de Porto Alegre onde lecionou para mais de 400 alunos.

Enquanto professor, Révisson se deparou com grandes desafios em suas aulas e dentre os principais podemos destacar três:


1. Como evitar quedas? Skate é um esporte de risco e se um aluno se lesionasse gravemente ele acabaria deixando as aulas, os pais ficariam insatisfeitos e o próprio diretor da escola poderia suspender a atividade. Então a saída foi desenvolver uma metodologia de ensino 100% focada em segurança.


2. Como facilitar o aprendizado? Skate é um esporte difícil e muitas crianças tinham dificuldades em realizar até as manobras básicas. Então a saída foi colocar em prática um grande ensinamento da faculdade que consistia em transformar um movimento complexo em vários movimentos simples.


3. Como tornar a aula mais divertida? Criança adora novidade então é preciso sempre trazer algo diferente e criar desafios para que elas se sintam motivadas a se superar. Então a saída foi desenvolver o Multi-obstáculo 7 em 1 que permitia uma grande dinâmica nas aulas, além dos desafios de nível e a entrega dos certificados aos alunos no final de cada ciclo.